A Escola


O CENTRO EXPERIMENTAL E EDUCACIONAL JEAN PIAGET, que mantém a Escola “A Chave do Tamanho” , foi idealizado e realizado por Maria Elisabeth Santos de Oliveira Lima e sua família.

Começou como uma tarefa puramente familiar: tínhamos um know-how disponível que poderíamos oferecer às famílias que desejassem educar seus filhos de maneira diferente. Por que não fundarmos uma escola experimental? Há muitos estudávamos a obra de Piaget e tínhamos elementos para transformar suas teorias em pedagogia (o método psicogenético já estava, há muito tempo, nos livros do Professor Lauro de Oliveira Lima). Faltava apenas alguém com pulso, energia e coragem para criar uma empresa capaz de sustentar a experiência. Maria Elisabeth ofereceu-se para criar esta instituição. Fundou o Centro Experimental e Educacional Jean Piaget. Foi o Centro que deu infra-estrutura à experiência pedagógica e tranqüilidade para elaborarmos as atividades pedagógicas que correspondessem às concepções do grande epistemólogo suíço. Escrevemos a JEAN PIAGET dizendo a ele de nosso propósito e pedindo licença para fazermos a experiência em seu nome. Ele nos autorizou e assim nasceu “A Chave do Tamanho”.

Mas, uma coisa é a pedagogia e outra o emaranhado complexo de uma empresa no atual regime. Os teóricos, geralmente, fracassam precisamente, neste aspecto material: a empresa deve prover as necessidades dos que trabalham num determinado projeto. Se o governo, uma fundação, um mecenas se dispusessem a financiar a experiência... enorme massa de preocupações, angústias e ameaças seriam postas de lado. Mas, não poderíamos contar com isto: tínhamos que entrar dentro do próprio sistema e dele tirar os meios para levarmos adiante o projeto. Foi essa tarefa ingente que Maria Elisabeth tomou para si, sem deixar jamais de ser pedagoga (ela tinha pós-graduação em Orientação Educacional e as mães sabem quanto ela atuou nos momentos de crise e quando procurada pelos pais).

Seu desaparecimento é um imenso vácuo para todos os que participam do Centro Educacional Jean Piaget. Mas, estamos dispostos a continuar sua obra e transformá-la em permanente inspiradora de nosso trabalho. Ela fez da Escolinha “A Chave do Tamanho” mais do que uma escola: fez dela verdadeiro lar onde as crianças,professores e pais vivem felizes (só a felicidade conta, em última análise). Se essa escola vier a se transformar numa máquina sem alma, não será mais a “A Chave do Tamanho” de Maria Elisabeth Santos de Oliveira Lima.

Após seu falecimento, em 1980, assumiu a direção geral Ana Elisabeth Santos de Oliveira Lima, sua filha, que até então fazia a Coordenação Geral da Escola. Nesses muitos anos, o Centro passou por diversas modificações, sem no entanto alterar sua filosofia de desenvolver seus alunos a partir do Método Psicogenético. Adaptando-se às mudanças que ocorreram de maneira avassaladora na década de 1990, em virtude da globalização, firmou-se como um grande pólo de irradiação de conhecimento educacional, principalmente porque o mote vigente nos dias de hoje, “aprender a aprender”, sempre foi a linha mestra dos educadores que fazem a Escolinha “A Chave do Tamanho”.

Em plena era do conhecimento, numa sociedade da informação, nossos alunos vem encontrando o campo aberto para sua evolução plena, atuando nas mais diversas áreas com sucesso. São médicos, advogados, engenheiros, cineastas, atores, profissionais de tecnologia da informação, etc.

Além de suas atividades pedagógicas, o Centro mantém uma produção científica contínua. O Professor Lauro de Oliveira Lima tem lançado diversos títulos inéditos, como “Piaget: Sugestões aos Educadores” (Vozes), “Para que servem as Escolas” (Vozes) e está finalizando o relançamento de “Dinâmica de Grupo”. Nesse meio tempo, foram feitos três congressos internacionais de Educação Piagetiana (1980, 1982 e 1996), e está em fase de montagem o 3º Congresso Brasileiro Piagetiano e 4º Congresso Internacional de Educação Piagetiana, com previsão de ocorrência para setembro de 2005.

Em Setembro de 2002, foi finalizado o projeto multimídia que gerou o CD “Piaget: Sugestões aos Educadores”, disponível nesse site para compra (clique aqui para saber mais). Ainda para esse ano, está previsto o lançamento do CD “Uma Escola Piagetiana”, em comemoração aos 30 anos da fundação do Centro.

Consolidando sua estrutura física, fizemos a mudança do antigo endereço, na Travessa Madre Jacinta 18, para a sede própria do Centro, na rua Salvador de Mesquita n° 103 no Recreio dos Bandeirantes.

Hoje entendo o porque da frase de Lauro quando ele diz: "O professor não ensina, ajuda o aluno a aprender"; Tanto aluno quanto professor estão aprendendo juntos.

Fabiana Oliveira Lima, 27 anos, Famacêutica
REFFER - Soluções para Internet

Copyright 2009 © - Todos os Direitos Reservados